A Viamo pretende recrutar para o seu quadro de pessoal Consultores Para Mapeamento Geo-Espacial.

Contexto

Resumo do Projecto

A USAID Transform Nutrition (TN) capacitará as comunidades e o Governo da República de Moçambique (GRM) para melhorar o estado nutricional de 118.000 mulheres grávidas e lactantes, 260.000 meninas adolescentes e 165.000 crianças menores de dois anos em 12 distritos de Nampula Província, compreendendo 80% da população alvo. Os principais resultados do projecto são:

  • Maior capacidade comunitária e auto-suficiência para melhorar a nutrição, saneamento e higiene;
  • Os membros da comunidade fazem escolhas mais saudáveis para si e para os seus filhos; ‐ Práticas alimentares mais saudáveis;
  • Melhores serviços de saúde e nutrição.

O projecto Transform Nutrition tem em vista que todas as pessoas em Nampula tenham o poder de garantir a sua própria segurança alimentar e nutricional através de 1) uso de sistemas holísticos que inter-relacionam o consumo adequado de alimentos, a adopção de comportamentos saudáveis de nutrição e higiene e 2) combinação de sistemas educacionais e práticas saudáveis dos indivíduos e comunidade em geral.

Neste contexto, a Viamo está a conduzir um mapeamento digital das comunidades onde o projecto será implementado, compreendendo informações sobre as estruturas locais existentes que tem uma relação directa com a saúde nutricional, as áreas e limites da sua influência e como essas estruturas se relacionam entre si dentro das áreas de intervenção do projecto. A finalidade é que esta informação seja utilizada para mostrar os progressos do projecto na melhoria da situação nutricional e de higiene da população nas comunidades sob intervenção do Transform Nutrition. Será produzido um mapa interactivo mostrando como cada distrito estará progredindo em relação a determinados critérios de graduação estabelecidos pelo projecto.

Metodologia

A execução do mapeamento inicial dos locais-chave, áreas de implementação e respectivos limites administrativos em comunidades prioritárias de 12 distritos alvo do projecto Transform Nutrition será efectuado em 3 meses.

O primeiro mês será reservado para a realização do mapeamento nos 4 distritos onde o projecto será implementado no ano 1, nomeadamente, Mecuburi, Lalaua, Mossuril e Angoche. Nesta considerada piloto, será formada uma equipa de oito inquiridores/mapeadores; o treinamento será em Março/Abril de 2020 para recolher os seguintes dados geo-espaciais:

  • Características das unidades sanitárias que serão base para as intervenções do projecto;
  • Características das comunidades de referência das unidades sanitárias;
  • Características dos Locais onde vão funcionar os grupos de nutrição;
  • Características dos locais onde vão funcionar os clubes da rapariga e grupos de nutrição;
  • Outra informação adicional relevante.

A recolha de dados noutros 8 distritos (Memba, Nacala-Porto, Mogincual, Meconta, Malema, Murrupula, Mogovolas e Larde) será feita logo de seguida, utilizando a mesma equipa de inquiridores/mapeadores. O software a ser utilizado no mapeamento para a gestão de dados e produção de análises espaciais e mapas será o ArcGIS 12.05. A informação geoespacial será recolhida através do aparelhos GPS. Alternativamente, utilizar-se-á o aplicativo OsmAnd que é compatível com outros aplicativos de recolha e análise de dados geoespaciais disponíveis em Pacotes de Fontes de Dados Abertos, também conhecidos por Open Data Kit (ODK). A plataforma mais usual é o OpenGTS (Open-Source GPS Tracking System) que pode ser baixado dessas fontes de ODK.

A Viamo estabelecerá um m plano de recolha sistemática de dados no terreno para medir o progresso do alcance dos critérios de graduação. Este processo será automatizado, a informação registada será imediatamente processada e introduzida em tabelas e mapas que serão apresentados em “dashboard”. A equipa de MEL do projecto Transform Nutrition terá acesso em tempo real da informação lançada no sistema e poderá visualizar o desempenho alcançado em cada uma das comunidades dosm distritos alvo.

Principais Produtos do Mapeamento

  • Documento Inicial: um documento com o máximo 4 páginas que apresenta como os principais tópicos serão tratados e como os intervenientes serão envolvidos no mapeamento, quer na recolha e análise de dados, quer na discussão e apresentação de resultados. Poderão fazer parte os seguintes componentes:
    • Antecedentes e Contexto;
    • Proposta de metodologia e estratégia de amostragem (incluindo uma lista de fontes de dados secundária);
    • Descrição dos principais produtos de informação;
    • Plano de trabalho detalhado;
    • Mecanismos de gestão dados (descrevendo como os dados serão segura e eticamente geridos ao longo do mapeamento, incluindo os princípios de confidencialidade e privacidade);
    • Composição da equipa e respectivas tarefas específicas.
  • Instrumentos a serem usados: refere-se a todos os instrumentos que serão utilizados para a colecta e análise de dados e apresentação de resultados;
  • Relatório Preliminar do processo de mapeamento: espera-se que a equipa do LLFP conduza a colecta e a análise de forma independente e que na recolha, processamento e armazenamento dos dados siga os princípios de segurança e ética;
  • Relatório Final do mapeamento, apresentações e produtos direccionados: a equipa de consultores deverá enviar um relatório final narrativo, cumprindo com os requisitos e padrões de qualidade aceitáveis.

Proposta Técnica

A proposta técnica deve ser escrita em língua portuguesa, com um limite entre 6 páginas e submetida com os seguintes conteúdos:

  • Abordagem metodológica: (a) demonstrar a percepção da equipa sobre os objectivos do mapeamento; (b) explicar a abordagem do mapeamento sob as perspectivas de processo (exemplo: refinar questões, engajar os actores chave, envolver o pessoal de implementação e os beneficiários) e de metodologia (como a informação de cada interveniente será recolhida e analisada); e (c) estratégias a serem usadas para promover a absorção dos resultados(exemplo: formas mais efectivas de documentar e comunicar os resultados para maximizar a utilização de lições aprendidas).;
  • Perícia sobre a matéria e competências técnicas da equipa de consultores: (a) apresentar a equipa, tarefas e suas responsabilidades em função do seu domínio sobre a matéria; e (b) descrever a capacidade da equipa em conduzir levantamentos similares.

Proposta Financeira

A proposta financeira deve conter um resumo de orçamento, um orçamento detalhado e uma descrição que fornece as unidades, custos unitários e custos totais.

Critérios de Avaliação

As propostas apresentadas serão avaliadas num total de 100 pontos, de acordo com os seguintes critérios:

Qualidade da Proposta Técnica – 35 pontos

  • Demonstração de uma compreensão precisa dos objectivos e âmbito do mapeamento;
  • Descrição da metodologia e abordagem propostas para recolher e analisar dados existentes e dados primários;
  • Demonstração de criatividade e conhecimento de abordagens metodológicas inovadoras;
  • Explicação convincente das potencialidades e limitações do mapeamento.

Composição da Equipa e Domínio Técnico e da Matéria – 35 pontos

  • Força e relevância das habilidades técnicas e domínio da matéria da equipa proposta;
  • Demonstração de competências no trabalho de diversos actores e construir parcerias;
  • Demonstração da capacidade de realização das tarefas propostas

Custos – 30 pontos

  • Apresentação de custos que são razoáveis, permitidos e alocáveis;
  • Precisão e especificidade dos detalhes do orçamento;
  • Demonstração de uma estimação pragmática custos e sua relação com o âmbito de trabalho.

Responsabilidades

A equipa de consultores tem a responsabilidade primária de conduzir todas as etapas do mapeamento de acordo com os termos acordados no contrato celebrado com a Viamo e Relatório Final do mapeamento, apresentações e produtos direccionados.

A Viamo será responsável pelo pagamento do total de custos apresentado no orçamento depois de aprovados, mediante a solicitação de pagamento de despesas apresentados pelos consultores. A Viamo pagará os honorários da equipa de consultores em duas tranches, pagando os primeiros 50% no início do trabalho e o restante apenas no final após a apresentação e aprovação do Relatório Final de mapeamento e outros produtos de informação. Também será da responsabilidade da Viamo apoiar a equipa de  consultores e mapeadores na marcação das entrevistas e contactos a realizar neste trabalho.

Exigências

  • Curriculum Vitae;
  • Carta de Candidatura.

Nota: Poderão submeter propostas de candidaturas a estes termos de referência equipas de consultores organizados individual ou colectivamente em instituições/empresas. Em caso de empresas, estas deverão estar registadas em Moçambique.

Processo de Candidatura

Email: juliao.condoane@viamo.io

Validade: 05/05/2020

Local: Nampula

Níveis: Nível Superior

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here